Poesia

Poesia concreta é um tipo de poesia experimental ou vanguardista, basicamente visual, que procura estruturar o texto poético escrito a partir do espaço do seu suporte, sendo ele a página de um livro ou não, buscando a superação do verso como unidade rítmico-formal. Surgiu na década de 1950 no Brasil e na Suíça, tendo sido primeiramente nomeada, tal qual a conhecemos, por Augusto de Campos na revista Noigandres de número 2, de 1955, publicada por um grupo de poetas homônimo à revista e que produziam uma poesia afins. Também é chamada de (ou confundida com) Poesia visual em algumas partes do mundo.







quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011





O concretismo foi um movimento vanguardista que ocorreu nas artes plásticas, na música e na poesia. Surgiu na Europa, na década de 1950, e teve seu auge até a década de 1960.
Os artistas precursores deste movimento foram:
Max Bill (artes plásticas),
 Pierre Schaeffer (música) e
 Vladimir Mayakovsky (poesia).


Na literatura, os poetas concretistas buscam utilizar efeitos gráficos, aproximando a poesia da linguagem do design.
Os concretistas abandonam o subjetivismo exacerbado e passam a valorizar o aspecto gráfico, valorizando os desafios da ótica e da semiótica.

Sem comentários:

Enviar um comentário